A (in)certeza das alomorfias socioeducativas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24115/S2446-6220202063929p.17-26

Palavras-chave:

Educação social. Alormofia. Risco social. Integração. Pedagogia social.

Resumo

O atual artigo exibe novos pressupostos socioeducativos e pedagógicos, patenteando a colaboração da Educação Social como uma alomorfia em contextos de máximo risco coletivo. Em Portugal, o trabalho com os grupos sociais mais vulneráveis e expostos ao risco, independentemente do seu espetro social, económico ou cultural, não tem tido por base uma estável interferência sociopedagógica, ainda mais num momento de alta instabilidade social como a que se vive hoje em tempos de pandemia COVID19.  A Educação Social, mais do que nunca, tem de anteferir a transformação e a integração dos que ficam íntimos da exclusão. Necessitamos de um modelo social e educativo forte e diligente, capaz de evitar percursos de risco coletivo, para que os efeitos da pandemia sejam minimizados e se consigam criar medidas de desenvolvimento e reconversão profissional, onde a Educação Social é um instrumento integrativo.

Biografia do Autor

Sílvia Azevedo, ISCE-DOURO (Penafiel)

Licenciada em Educação Social. Especialização em Pedagogia Social. Mestre em Ciências da Educação. Doutorada em Educação. Coordenadora da licenciatura em Educação Social/Professora Adjunta do ISCE-DOURO (Penafiel). Investigadora do INED – Centro de Investigação e Inovação em Educação da Escola Superior de Educação do Porto/ Investigadora do CEPESE da Universidade do Porto. Presidente da Associação dos Profissionais Técnicos Superiores de Educação Social. Coordenadora do Gabinete Europeu da International Association of Social Educators – AIEJI.

Fátima Correia, INED – Centro de Investigação e Inovação em Educação da ESE P. Porto

Licenciada em Educação Social. Mestre em Educação e Intervenção Social - Desenv. Comunitário e Educação de Adultos. Doutoranda em Educação. Investigadora do INED – Centro de Investigação e Inovação em Educação da ESE P. Porto. Professora assistente convidada da Escola Superior de Educação do Porto. Vice-Presidente da Associação dos Profissionais Técnicos Superiores de Educação Social.

Downloads

Publicado

2020-08-02

Como Citar

Azevedo, S., & Correia, F. (2020). A (in)certeza das alomorfias socioeducativas. Laplage Em Revista, 6(3), p.17-26. https://doi.org/10.24115/S2446-6220202063929p.17-26