A lei geral da educação de 1970 na Espanha

espírito de futuro e continuidade

Palavras-chave: Espanha. Lei geral de educação de 1970. Democratização. Tradição. Educação básica.

Resumo

O objetivo desse artigo é analisar o espírito democrático presente na Lei Geral de Educação e Financiamento no âmbito da Reforma Educativa de 1970 na Espanha, com foco na educação básica. Partindo do princípio ideológico do regime franquista coordenado por tecnocratas, baseado na tradição conservadora da nação e no desenvolvimentismo modernizador, podemos conhecer as contradições existentes na concepção democrática da educação básica. Própria dessa necessidade de abertura e progresso socioeconômico do final dos anos sessenta do século XX, no interesse de manter as bases ideológicas e políticas do franquismo. Questões como a obrigatoriedade, a gratuidade, a liberdade de expressão e a igualdade de oportunidades eram os elementos de disputa nesse dilema ideológico, além do papel que exerceram os agentes educativos, como o Estado, a família e a igreja, junto com o princípio de subsidiariedade.

Biografia do Autor

María Luisa Rico Gómez, Universidad de Alicante [UA]

Profesora Contratada Doctora. Facultad de Educación. Universidad de Alicante, (Alicante) - España.

Publicado
2020-05-28
Como Citar
Rico Gómez, M. L. (2020). A lei geral da educação de 1970 na Espanha. Laplage Em Revista, 6(2), p.108-122. https://doi.org/10.24115/S2446-6220202062912p.108-122