Políticas públicas de fomento ao emprego na Espanha

uma análise pedagógica

Palavras-chave: Flexisegurança. Políticas de emprego. Empregabilidade. Competências para a vida e formação continuada.

Resumo

A Estratégia Europeia 2020 está comprometida com a flexisegurança em questões trabalhistas. Nesse novo contexto de trabalho, é essencial incorporar o treinamento em habilidades técnicas, pessoais e sociais em todos os níveis educacionais. No entanto, analisando as políticas de emprego da última década na Espanha, as principais linhas de ação foram direcionadas para reduzir o número de desempregados, sem levar em conta o acesso a empregos de qualidade ou melhorar as condições de trabalho. para os funcionários, optando mais pela flexibilidade do empregador do que pela segurança do empregado. Neste artigo, apresentamos uma comparação entre os países europeus e a Espanha, bem como as diferenças no próprio território espanhol, evidenciando que as políticas mais eficientes são aquelas comprometidas com o treinamento, a reciclagem profissional e a melhoria das condições de trabalho.

Biografia do Autor

Rocío Illanes Segura, Universidad de Huelva [UHU]

Doutora em Pedagogia Social pela Universidade de Sevilha. Técnica na Federação - Libertação, Sevilha. Professor do Departamento de Pedagogia, Faculdade de Educação, Psicologia e Ciências do Esporte. Universidade de Huelva. Campus de "El Carmen".

Publicado
2020-05-28
Como Citar
Illanes Segura, R. (2020). Políticas públicas de fomento ao emprego na Espanha. Laplage Em Revista, 6(2), p.76-94. https://doi.org/10.24115/S2446-6220202062910p.76-94