O fórum municipal de educação como espaço de representação e participação na elaboração do plano municipal de educação de Goiânia/GO

Elizabeth Gottschalg Raimann, Lilian Jacqueline de Oliveira Souza Ribeiro

Resumo


O Fórum Municipal de Educação de Goiânia/GO é um órgão, de caráter consultivo, criado por decreto municipal, tendo dentre as suas atribuições a elaboração do Plano Municipal de Educação. Objetivando analisar a atuação do fórum ao longo do processo de reelaboração do PME (2015-2025), considerando as metas que tratam da valorização do magistério, problematizou-se a representatividade das entidades que compõe esse órgão e o seu caráter participativo. A pesquisa, de cunho documental, considerou as atas digitalizadas, entre 2014 a 2015, disponibilizadas pelo FME. Os dados permitiram verificar que a constituição do Fórum, desde 1997 até aos dias atuais, passou de 27 para 17 entidades representativas da sociedade civil. No transcorrer das discussões dos grupos de trabalho não houve um envolvimento significativo por parte dos segmentos que representam a classe do magistério, ficando restrito a uma participação formal na reelaboração das metas 15 a 18.


Palavras-chave


Representação. Participação. Fórum municipal de educação. Plano municipal de educação.

Texto completo:

PDF

Referências


BORDENAVE. J. E. D. O que é participação? São Paulo: Editora Brasiliense, 1983.

BORDIGNON, G. Gestão da educação no município: sistema, conselho e plano. São Paulo: Ed. Livraria Paulo Freire, 2009.

BRASIL. Lei n.º 10.172, de 9 de janeiro de 2001, Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providencias. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2001/lei-10172-9-janeiro-2001-359024-normaatualizada-pl.pdf. Acesso em: 10 mai 2019.

DAGNINO, E. Sociedade civil, participação e cidadania: de que estamos falando? In: MATO, D. (Coord.) Politicas de cidadania y sociedad civil aprovadas en tiempos de globalización. Caracas: FACES, Universidad Central de Venezuela, 2004. p. 95-110.

GOIÂNIA. Atas: Avaliação do PME (2004-2014). FME. Goiânia: Conselho Municipal de Educação de Goiânia, 2014.

GOIÂNIA. Atas: Reelaboração do PME (2015-2025). FME. Goiânia: Conselho Municipal de Educação de Goiânia, 2015a.

GOIÂNIA. Decreto n.° 1.585, 13 de agosto de 2002. Altera dispositivos do Decreto n.º 1.481, de 14 de maio de 1997, e dá outras providências. Goiânia: Diário Oficial do Município de Goiânia, 2002. Disponível em: http://www.goiania.go.gov.br/Download/legislacao/diariooficial/2002/do_20020813_000002982.pdf. Acesso em: 10 mai 2019.

GOIÂNIA. Decreto n.º1.481, de 14 de maio de 1997. Institui o Fórum Municipal de Educação de Goiânia. Goiânia: Diário Oficial do Município de Goiânia, 1997. Disponível em: http://www.goiania.go.gov.br/Download/legislacao/diariooficial/1997/do_19970521_000001886.pdf. Acesso em: 10 mai 2019.

GOIÂNIA. Lei n.° 8.262, de 30 de junho de 2004. Plano Municipal de Educação de Goiânia (2004-2014). Goiânia: SME, 2004. Disponível em: http://www.goiania.go.gov.br/Download/legislacao/diariooficial/2004/do_20040702_000003436.pdf. Acesso em: 10 mai 2019.

GOIÂNIA. Plano Municipal de Educação, Documento Base, maio de 2015. Fórum Municipal de Educação: SME, 2015b. Disponível em: http://www.goiania.go.gov.br/html/gabinete_civil/sileg/dados/legis/2015/lo_20150624_000009606.html. Acesso em: 10 mai 2019.

GOIÁS-G1. Prefeitura de Goiânia anuncia corte de gastos e reestruturação na COMURG. Jornal TV Anhanguera. Goiânia, 10 de julho de 2014a. Disponível em: http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/07/prefeitura-de-goiania-anuncia-corte-de-gastos-e-reestruturacao-na-comurg.html. Acesso em: 3 mar. 2018.

GOIÁS-G1. Professores e servidores da rede pública fazem paralisação em Goiás. Jornal TV Anhanguera. Goiânia, 17 de março de 2014b. Disponível em: http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/03/professores-e-servidores-da-rede-publica-fazem-paralisacao-em-goias.html. Acesso em: 3 mar. 2018.

MOTTA, F. C. P. Administração e Participação: Reflexões para a Educação. In: FISCHMANN, R. (Coord.) Escola Brasileira: temas e estudos. São Paulo: Atlas, 1987.

RAIMANN, E.G. Concepções de trabalho e profissionalização docente: sua redução à ação empreendedora. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13688. Acesso em: 10 mai 2019.

RAIMANN, E.G; DIAS, R.F.; BARAÚNA, F.A. A perspectiva de participação e autonomia dos conselhos municipais de educação em Goiás. Revista Educere Et Educare, Vol. 13, N. 27, jan./abr. 2018. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/issue/view/929. Acesso em: 10 mai 2019.

RIBEIRO, L. J. de O. S. O trabalho docente na educação infantil e o PME de Goiânia. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação)- Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Federal de Goiás, Jataí, Goiás, 2018. Disponível em: https://mestradoeducacao.jatai.ufg.br/p/26264-lilian-jaqueline-de-oliveira-souza-ribeiro. Acesso em: 10 mai 2019.

SÁ-SILVA, J.R; ALMEIDA, C.D de; GUINDANI, J. F. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais. Ano I - Número I - Julho de 2009. ISSN: 2175-3423. Disponível em: https://www.rbhcs.com/rbhcs/article/view/6 . Acesso em: 10 mai 2019

SAVIANI, D. Perspectiva do PNE tendo como referência a relação educação e trabalho. In: CHAVES,V.J.; SILVA JUNIOR, J. dos R.; CATANI, A.M. (Orgs.) A universidade Brasileira e o PNE: instrumentalização e mercantilização educacionais. São Paulo: Xamã, 2013. p.15-32

SHIROMA, E. O. ; CAMPOS, R. F.; GARCIA, R.M. C. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Perspectiva, Florianópolis, v. 23, n.º 02, p. 427-446, jul./dez 2005. Disponível em: http://www.ced.ufsc.br/nucleos/nup/perspectivas.html. Acesso em: 10 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.24115/S2446-6220201953688p.78-88

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Esta obra está licenciado com uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

ISSN:2446-6220

Indexadores/Indexing

 SEER - Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas *Google Acadêmico * Worldcat - Laplage em Revista * Diadorim * DOAJLatindex *Journal TOCS  *Livre - Revistas de Acesso Livre *Sumarios.org  *Portal de Periódicos CAPES/MEC *Open Academic Journal Index - OAJI *BASE - Bielefeld Academic Research Engine *Portal de Periódicos da UFSCAR *REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) *MIAR- Information Matrix for the Analysis of Journals *Catálogo Colectivo do Reino Unido (COPAC) *ZDB - Catálogo Coletivo (Alemanha) *SHERPA ROMEO - Open Acess to research *Ulrichweb Global Serials Directory *RCAAP -Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal *ERIH PLUS - European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences *ROAD - Directory of Open Acess Schorlay Resources *ISSN - International Standard Serial Number  (international Centre) - CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - Clarivate Analytics (WEB OF SCIENCE)- Edubase (SBU/UNICAMP) - IRESIE - REDALYC