POLÍTICAS DE FORMAÇÃO DOCENTE NO CONTEXTO DA CIBERCULTURA

Lúcia Helena Schuchter, Sebastião Gomes de Almeida Júnior, Elisiana Frizzoni Candian

Resumo


A sociedade contemporânea, permeada pelo contexto da cibercultura, está em constante mudança, exigindo do sujeito do nosso tempo novas competências comunicacionais e assinalando a coexistência de diversos tipos de letramento. Desta forma, as políticas públicas de formação docente para o uso das tecnologias digitais se fazem necessárias e indispensáveis neste atual cenário social, cultural, tecnológico e pedagógico. Contudo, uma revisão de literatura acerca do referido tema nos aponta que o que está posto em debate na maioria dos trabalhos acadêmicos são diagnósticos, prescrições, denúncias e proposições para a necessidade da mudança, numa conjuntura em que as políticas públicas desenvolvidas até o momento foram ineficientes e insatisfatórias para atender às demandas dos docentes.

 


Palavras-chave


Letramento. Formação de professores. Políticas públicas. Tecnologias digitais da informação e da comunicação. Cbercultura.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLAN, L. Formação continuada de professores em programa de informática educativa: o diálogo possível revelado na pós-formação. 2011. Tese (Doutorado em Educação). USP, São Paulo, 2011.

AMIEL, T. Educação Aberta: Configurando ambientes, práticas e recursos educacionais. In: SANTANA, B; ROSSINI, C., PRETTO, N. L. (org). Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas. Casa SP: Cultura Digital; Salvador: EduUFBA, 2012.

ASSIS, V. L. O dia seguinte da formação continuada de professores para o uso pedagógico do laboratório de informática: um estudo de caso com professores da rede municipal de ensino de Belo Horizonte. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). PUCMG, Belo Horizonte, 2011.

BALBINO, M. Redes sociais e ensino: como será essa conexão? Páginas abertas. SP: Paulus, ano 36, nº 46, 2011.

BARROSO, R. C. PROINFO em Sergipe e a política estadual de inserção das TIC na educação: um olhar a partir da gestão e formação de professores nos NTE de Lagarto e Aracaju. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Tiradentes, Sergipe, 2011.

BATISTA, S. O laboratório de informática nos anos finais do ensino fundamental: reflexões sobre inclusão digital. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, 2011.

BENTO, M. D. Uma visão local de um projeto nacional: o curso Mídias na Educação. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.

BONILLA, M. H. S. Formação de professores em tempos de web 2.0. In: FREITAS, M. T. A. (org.). Escola, tecnologias digitais e cinema. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2011.

BONILLA, M. H. S. PRETTO, N. L. Movimentos colaborativos, tecnologias digitais e educação. Em Aberto. Brasília: v. 28, n. 94, p. 23-40, 2015a. Disponível em:

http://www.gedai.com.br/sites/default/files/arquivos/revista_completa_em_aberto_94_marcoswachowicz.compressed.pdf. Acesso em 2 Jun. 2016

BONILLA, M. H. S. PRETTO, N. L. Política educativa e cultura digital: entre práticas escolares e práticas sociais. Perspectiva, Florianópolis, v.33, nº2, p.499-521, mai/ago 2015b. Disponível em:

https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/36433/31292

Acesso em 2 Mai. 2016.

BRUNO, A. R. Mediação partilhada e interação digital: tecendo a transformação do educador em ambientes de aprendizagem online, pela linguagem emocional. In: BRUNO, A. R. et al. (org.) Pesquisando fundamentos para novas práticas na educação online. SP: RG Editores, 2008.

CASTELLS, M. A. A Sociedade em Rede: a era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo. Paz e Terra, 2007.

COSCARELLI, C. V. NOVAIS, A. E. Dicionário Crítico da educação: Letramento digital. Presença Pedagógica. BH: Dimensão, v. 18, nº 103, jan/fev, 2012.

EGLER, T. C.; COSTA, A. S. Interação social e tecnologia na escola. In: SAMPAIO, F; ELIA, M. (org.) Projeto um computador por aluno: pesquisas e perspectivas. RJ: NCE/UFRJ, 2012.

FANTIN, M. Contextos, perspectivas e desafios da mídia-educação no Brasil. In: ELÉA, I. (edit.) Agentes e vozes: um panorama da mídia-educação no Brasil, Portugal e Espanha. The International Clearinghouse on Children, Youth and Media (Câmara Internacional de Crianças, Jovens e Mídias). Edição português/espanhol, 2014.

FREITAS, M. T. A. Da tecnologia da escrita à tecnologia da Internet. In: FREITAS, M. T. e COSTA. S. R.(org.) Leitura e escrita de adolescentes na internet e na escola. São Paulo: Autêntica, 2005.

FREITAS, M. T. A. Janela sobre a utopia: o computador e a internet a partir da abordagem histórico cultural. In: REUNIÃO ANUAL ANPED. 32, 2009, Caxambu. Trabalhos apresentados. Caxambu: ANPED, 2009. Disponível em:

< http://32reuniao.anped.org.br/arquivos/trabalhos/GT16-5857--Int.pdf>

Acesso em: 02 Mai. 2017.

FREITAS, M. T. A. Tecnologias Digitais: cognição e aprendizagem. In: Reunião Anual ANPED, 37, 2015, Florianópolis. Trabalhos apresentados. Florianópolis: ANPED, 2015. Disponível em: . Acesso em: 03 mai. 2017.

FROZI, V. O contexto do fazer pedagógico: entre formação continuada e tecnologias da informação e comunicação. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação). UFMT, Cuiabá, 2012.

GATTI, B. A. e BARRETTO, E. S. (coord.) Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009.

GATTI, B. A. e BARRETTO, E. S. Formação inicial de professores para a educação básica: pesquisas e políticas educacionais. Est. Avaliação Educacional, SP, v. 25, nº 57, p. 24-54, jan./abr. 2014.

JESUS, D. O programa Mídias na Educação: relações de aproximação e distanciamento entre o trabalho docente e a mídia. 2011. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, SP, 2011.

LEMOS, A. Cibercultura, tecnologia e vida social contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2008.

LEMOS, A.; LÉVY, P. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia. São Paulo: Paulus, 2010.

LAVINAS, L; VEIGA, A. Desafios do modelo brasileiro de inclusão digital pela escola. Cadernos de Pesquisa, vol. 43, nº 149, SP: Mai/ago. 2013.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo. Editora 34, 1999.

LOUREIRO, C. B.; LOPES, M. C. Tecnologias da informação e comunicação: outras formas de condução das condutas. GT16 Educação e Comunicação. 35ª Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), Porto de Galinhas (PE), 2012.

MARTÍN-BARBERO, J. In: MORAES, D. (Org.). Tecnicidades, identidades, alteridades: mudanças e opacidades da comunicação no novo século. Sociedade Midiatizada. RJ: Mauad, 2008.

MATOS, M. R. Educação e cibercultura: usos do computador e da internet por alunos e docentes do ensino público fundamental. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, 2012.

MIRANDA, L. T; FANTIN, M. A singularidade na multiplicidade: crianças e tecnologias móveis na escola no contexto da cultura digital. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 8, nº 17, Set/Dez 2015. Disponível em:

http://www.seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/4516 Acesso em: 05 mai. 2017.

MOURA, D. M. S. Mídias na educação: avaliando os egressos da Unimontes. 2012. Mestrado em educação. Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

NUNES, V. W. Decorrências em escolas públicas do Estado do Mato Grosso do curso Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estácio de Sá, RJ, 2011.

PESCE, L. M. O Programa Um Computador por Aluno no estado de São Paulo: confrontos e avanços. 36ª Reunião Nacional da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), Goiânia-GO, 2013.

SANCHO, J. M. De Tecnologia da Informação e comunicação a recursos educativos. In: SANCHO, J. M.; HERNÁNDEZ, F. Tecnologias para Transformar a Educação. Porto Alegre: Artmed, 2006.

SANTAELLA, L. Cultura e artes do pós-humano: Da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

SANTAELLA, L. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobilidade e ubiquidade. 2ª ed., SP: Paulus, 2010.

SANTANA, C. M. Formação continuada em mídias na educação: um estudo sobre as contribuições do programa na perspectiva dos egressos. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2011.

SANTOS, R. S. A tessitura do conhecimento via Mídias Digitais e Redes Sociais: itinerâncias de uma Pesquisa-formação multirreferencial. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). UERJ, Rio de Janeiro, 2011.

SERRES, M. Polegarzinha. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013

SCHNELL, R. F. Formação de professores para o uso das tecnologias digitais: um estudo junto aos Núcleos de Tecnologia Educacional do estado de Santa Catarina. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação). UESC, Florianópolis, 2009.

SCHUCHTER, L. H.; BRUNO, A. R. Investigando espaços escolares de letramentos: a biblioteca e o laboratório de informática. Revista da FAEEBA - Educação e contemporaneidade. Salvador, v. 23, nº 42, p. 187-195. jul/dez. 2014. Disponível em:

https://drive.google.com/file/d/0B15aAQcw-NEWGU5Z0JqeC1TVzA/view?pli=1

Acesso: 03 abr. 2017.

SCHUCHTER, L. H.; BRUNO, A. R. ESCOLA.EDU: as políticas públicas de formação docente para o uso das tecnologias digitais na rede municipal de ensino de Juiz de Fora. 2017. Tese (Doutorado em Educação). UFJF, Juiz de Fora, 2017.

SILVA, A. S. O computador na educação e a formação docente: perspectivas de professores dos anos iniciais do ensino fundamental. GT 08: Formação de Professores. 36ª Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), Goiânia, 2013.

SILVA, M. Entrevista: Vivemos em um cenário midiático muito favorável à educação cidadã. Presença Pedagógica, v. 18, nº 106, BH: Dimensão, jul/ago. 2012a.

SILVA, P. A. Educação a distância online como estratégia de formação continuada de professores: o caso do curso Mídias na Educação na UFS. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação). UFS, Sergipe, 2012b.

SILVA, S. D. Concepções de professores e alunos sobre a introdução das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) numa escola pública do ensino básico. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). Centro Universitário Moura Lacerda, Ribeirão Preto, 2011.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. BH: Autêntica, 1998.

SOARES, M. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. In: Educação e Sociedade, v. 23, n. 81, p. 143-160, dez, 2002.

SPINELLO, S. Escola, aprendizagem e tecnologias de rede: relações, inconsistências e potencialidades. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). UPF, Passo Fundo, 2011.

ZUFFO, D. A formação de professores para o uso das tecnologias educacionais: o que apontam as teses e dissertações defendidas no Brasil no período de 2003 a 2008. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação). PUCPR, Curitiba, 2011.




DOI: https://doi.org/10.24115/S2446-6220201732342p.62-76



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Esta obra está licenciado com uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

ISSN:2446-6220

Indexadores/Indexing

 SEER - Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas *Google Acadêmico * Worldcat - Laplage em Revista * Diadorim * DOAJLatindex *Journal TOCS  *Livre - Revistas de Acesso Livre *Sumarios.org  *Portal de Periódicos CAPES/MEC *Open Academic Journal Index - OAJI *BASE - Bielefeld Academic Research Engine *Portal de Periódicos da UFSCAR *REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) *MIAR- Information Matrix for the Analysis of Journals *Catálogo Colectivo do Reino Unido (COPAC) *ZDB - Catálogo Coletivo (Alemanha) *SHERPA ROMEO - Open Acess to research *Ulrichweb Global Serials Directory *RCAAP -Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal *ERIH PLUS - European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences *ROAD - Directory of Open Acess Schorlay Resources *ISSN - International Standard Serial Number  (international Centre) - CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - Clarivate Analytics - Edubase (SBU/UNICAMP)