POTENCIALIDADES E DESAFIOS DE UMA ESTRATÉGIA PARA AULAS PRÁTICAS ONDE A TEORIA PODE VIR DEPOIS

Ana Lúcia Marran, Mariana Moreira da Silva, Cibele de Moura Sales

Resumo


Após a realização de capacitações sobre Metodologias ativas e leituras fundamentadas em Paulo Freire, um grupo de docentes de enfermagem, decidiu reorganizar suas aulas práticas. Assim, o objetivo desse trabalho foi apreender as potencialidades e os desafios da nova estratégia organizacional adotada para o desenvolvimento das aulas práticas a partir da vivência dos acadêmicos e dos docentes. Realizou-se uma pesquisa qualitativa descritiva, utilizando grupo focal com estudantes e entrevista com docentes. Quanto aos resultados, estão entre as potencialidades o maior tempo para estudar, refletir e se organizar; maior correlação teoria e prática, consequentemente maior aprendizado; entre os desafios, a dificuldade na interdisciplinaridade, a relação ensino-serviço e a sugestão de ampliar a carga horária das aulas práticas. A nova experiência tem sido um momento de notável aprendizado pelos discentes e docentes, mesmo existindo desafios a serem enfrentados. Acredita-se que essa pesquisa promova novas reflexões sobre a formação do profissional.


Palavras-chave


Aulas práticas; Ensino; Enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, É. B.; LUDKE, M. O estágio de reflexão entre a teoria e prática. Revista Intersaberes, v. 7, n. 14, p. 429-433, 2012.

AMADUCCI, C. M.; MOTA, D. D. F. C; PIMENTA, C. A. M. Fadiga entre estudante de graduação em enfermagem. Revista Escola de Enfermagem USP, v.44, n.4, p.1052 -1058, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de educação Superior. Resolução CNE/CES n. 3, de 07 de novembro de 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de Graduação em Enfermagem. Diário Oficial da União. Brasília, 9 de nov. 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES03.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Pró-Saúde: Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2007.

BACKES, V.M.S. Estilo de pensamento e práxis na enfermagem: a contribuição do estágio pré-profissional. Ijuí: Ed. Unijuí, 2000.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 2009.

CAMPOS, F. E. et al. Caminhos para aproximar a formação de profissionais de saúde das necessidades da atenção básica. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, 2001.

COLENCI, R.; BERTI, H.W. Formação profissional e inserção no mercado de trabalho: percepções de egressos de graduação em enfermagem. Revista Escola de Enfermagem USP; São Paulo, fev, vol. 46, n.1, p. 158-66, 2012.

COLLISELII, L. et al. Estágio curricular supervisionado: diversificando cenários e fortalecendo a interação ensino-serviço. Revista Brasileira de Enfermagem, v.62, n.6, p. 932-7, 2009.

COSTA L.M.; GERMANO, R.M. Estágio curricular supervisionado na Graduação em Enfermagem: revisando a história. Revista Brasileira de Enfermagem, v.60, n.6, p. 706-10, 2007.

DESLAURIERS, J.P.; KERISIT, M. O delineamento de pesquisa qualitativa. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 127-151.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 7 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTÁS, M.L.; FUREGATO, A.R.F. A interdisciplinaridade na educação. Revista RENE. Fortaleza, v. 8, n 1, p. 85-91, 2007. Disponível em: . Acesso em: 05 de março 2015.

GATTI, B. A. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília: Líber livro, 2005.

ITO, E.E. et al. O ensino de enfermagem e as diretrizes curriculares nacionais: utopia x realidade. Revista Escola de Enfermagem USP, São Paulo, vol. 40, n.4, p. 570-575, 2006.

MARRAN, A.L.; LIMA, P.G. Estágio curricular supervisionado no ensino superior brasileiro: algumas reflexões. Revista e-Curriculum, São Paulo, 2011. Disponível em: . Acesso em: 03 de abril de 2015.

MARRAN, A.L.; LIMA, P.G; BAGNATO, M.H.S. As políticas educacionais e o estágio curricular supervisionado no curso de graduação em enfermagem. Revista Trabalho, Educação e Saúde, v. 13, n.1, p. 89-108, 2015.

MARTINS, J.; BICUDO, M. A. V. Estudos Sobre Existencialismo, Fenomenologia e Educação. 2 ed. São Paulo: Centauro, 2006.

MIZUKMI, M.G.N. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986.

PELIZZARI, A. et al. Teoria da aprendizagem significativa segundo Ausubel. Revista PEC, Curitiba, v.2, n.1, jul. 2002.

RENOVATO, R.D. et al. As identidades dos enfermeiros em cenários de mudanças curriculares no ensino da enfermagem. Revista Trabalho, Educação e Saúde, v. 7, n.2, p. 231-248, 2009.

SZYMANSKI, H. A Entrevista na Pesquisa em Educação: a prática reflexiva. Brasília: Editora Plano, 2002.

UEMS. Projeto Pedagógico do curso de graduação em Enfermagem. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, 2012.

VILELA, E.M.; MENDES, I.J.M. Interdisciplinaridade e saúde: estudo bibliográfico. Revista Latino-americana de Enfermagem, v.11, n.4, jul-ago. 2003.




DOI: https://doi.org/10.24115/S2446-6220201732328p.195-205



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Esta obra está licenciado com uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

ISSN:2446-6220

Indexadores/Indexing

 SEER - Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas *Google Acadêmico * Worldcat - Laplage em Revista * Diadorim * DOAJLatindex *Journal TOCS  *Livre - Revistas de Acesso Livre *Sumarios.org  *Portal de Periódicos CAPES/MEC *Open Academic Journal Index - OAJI *BASE - Bielefeld Academic Research Engine *Portal de Periódicos da UFSCAR *REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) *MIAR- Information Matrix for the Analysis of Journals *Catálogo Colectivo do Reino Unido (COPAC) *ZDB - Catálogo Coletivo (Alemanha) *SHERPA ROMEO - Open Acess to research *Ulrichweb Global Serials Directory *RCAAP -Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal *ERIH PLUS - European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences *ROAD - Directory of Open Acess Schorlay Resources *ISSN - International Standard Serial Number  (international Centre) - CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - Clarivate Analytics - Edubase (SBU/UNICAMP)