A educação àdistância no contexto da reestruturação produtiva do capital: novas demandas e a ressignificação do trabalho docente

Luciana Charão de Oliveira, Adriana C. Omena Santos

Resumo


Este texto tem como objetivo apontar as mudanças sofridas no campo educacional em decorrência do processo de reestruturação produtiva do capital, que opera transformações nas relações entre capital, trabalho e educação. Apontamos como principais consequências deste processo a intensificação e a precarização do trabalho docente. E neste contexto tomamos o estudo da modalidade Educação a Distância nas Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES). As IPES estão sujeitas ao Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) que promove a articulação entre as esferas federais, estaduais e municipais para a oferta de cursos na modalidade EaD e, também, regula as atividades daqueles que nesta atuam. Tais atividades não são regulamentadas e não viabilizam vínculos empregatícios com as IPES. Neste texto enfatizamos a atividade do tutor no contexto da EaD.


Palavras-chave


Educação à distância. Reestruturação produtiva do capital. Trabalho docente

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, R.; ALVES G. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Educ. Soc., Campinas, vol. 25, n. 87, p. 335-351, maio/ago. 2004. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em 18 jul. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Histórico da universidade aberta do Brasil. Brasília: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior/ Universidade Aberta do Brasil, 2006. Disponível em: http://uab.capes.gov.br/index.php?option=com_content&view= article&id=6:o-que-e&catid=6:sobre&Itemid=18>. Acesso em 24 mar. 2013.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Brasília: Ministério da Educação, 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/lein9394.pdf

BRASIL. Secretaria Especial de Educação a Distância- SEED/MEC. Referenciais de qualidade para educação superior a distância. Brasília: Ministério da Educação. Secretaria de Educação à distância, 2007. Disponível em: . Acesso em: 11 mar. 2013.

BRASIL. Resolução CD/FNDE nº 26, de 5 de junho de 2009. Brasília: Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior/Universidade Aberta do Brasil. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2013.

CABANAS, C. I. M.; VILARINHO, G. R. L.. Educação a distância: Tutor, Professor ou Tutor-Professor. Rio de Janeiro: E-TIC 5º Encontro de educação e tecnologias da informação e comunicação. Universidade Estácio de Sá, 2007, p. 1-18.

COSTA, C. J. da. Modelos de Educação Superior a Distância e Implementação da Universidade Aberta do Brasil. Revista Brasileira de Informática na Educação. Volume 15 – Número 2 – Maio a Agosto de 2007.

FERREIRA, Z. M.. Prática pedagógica do professor-tutor em EaD no curso “Veredas – Formação Superior de Professores”. 2009. 312 p. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo (USP). São Paulo. 2009.

FIDALGO, F.; FIDALGO, N. L. R.; NEVES, I. de S. V.; PASCHOALINO, J. B. Q. Educação a Distância: tão longe, tão perto. Belo Horizonte: CAED/UFMG, 2012. 267 p.: il.

FRANÇA, R. L. de. Educação e trabalho – políticas públicas e a formação para o trabalho. Campinas, SP: Alínea, 2010.

FRANÇA, R. L. de et al. Controle do trabalho no contexto da reestruturação produtiva do capital. Curitiba: Editora CRV, 2011, v.1. p.186.

HYPÓLITO, A. M. Trabalho docente, classe social e relações de gênero. Campinas: Papirus, 1997.

KUENZER, A. Z.. Exclusão Includente e Inclusão Excludente. In: LOMBARDI, J. C.; SAVIANI, D.SANFELICE, J. L.. (Orgs). Capitalismo, Trabalho e Educação. Campinas, SP: Autores Associados. 2005. Parte III, p. 77.

LAPA, A.; PRETTO, N. de L. Educação a distância e precarização do trabalho docente. Em aberto, Brasília 23.84 (2010): 79-97.

LÉLIS, U. A. de; SOUZA, V.A. de. Precarização do Trabalho docente e gestão democrática da escola: antinomias que se entrecruzam no cotidiano escolar. Revista educação e políticas em debate, v.2. n.2 – jul/dez.2012.

LOMBARDI, J. C. Educação e Ensino em Marx e Engels. Revista Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Londrina, v. 2, n. 2, p. 20-42; ago. 2010.

LUCENA, C.. Mundialização, ciência e trabalho. In: LUCENA, C.. Capitalismo, estado e educação. Campinas, SP: Alínea, 2008.

LUCENA, C. et al. Trabalho e Educação no século XXI: experiências internacionais. São Paulo: Xamã, 2012. 231p.

MARX, K. O Capital. São Paulo: Nova Cultural, 1982. v.1.

MILL, D.; SANTIAGO, C. F.; VIANA, I. de S. Trabalho docente na Educação a distância: condições de trabalho e implicações trabalhistas. Revista extraclasse, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p.56-73, fev. 2008.

MILL, D.; RIBEIRO, L. R. de C.; OLIVEIRA, M.R.G. de. Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EdUFSCar, 2010. 200p.

MILL, Daniel. Docência virtual: Uma visão crítica. Campinas, SP: Papirus, 2012.

OLIVEIRA, D. A. et al. Transformações na Organização do Processo de Trabalho Docente e o Sofrimento do Professor. Campinas/SP: Papirus, 2002.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico crítica: primeiras aproximações. São Paulo: Autores Associados, 1994.

VASOPOLLO, L. O Trabalho atípico e a precariedade. São Paulo, Editora Expressão Popular, 2005.

VEIGA, I.P.A.; ARAÚJO, J.C.S.; KAPUZINIAK, C. Docência: uma construção ético-profissional. Campinas, SP: Papirus, 2005.




DOI: https://doi.org/10.24115/S2446-622020151221p.59-79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Esta obra está licenciado com uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

ISSN:2446-6220

Indexadores/Indexing

 SEER - Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas *Google Acadêmico * Worldcat - Laplage em Revista * Diadorim * DOAJLatindex *Journal TOCS  *Livre - Revistas de Acesso Livre *Sumarios.org  *Portal de Periódicos CAPES/MEC *Open Academic Journal Index - OAJI *BASE - Bielefeld Academic Research Engine *Portal de Periódicos da UFSCAR *REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) *MIAR- Information Matrix for the Analysis of Journals *Catálogo Colectivo do Reino Unido (COPAC) *ZDB - Catálogo Coletivo (Alemanha) *SHERPA ROMEO - Open Acess to research *Ulrichweb Global Serials Directory *RCAAP -Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal *ERIH PLUS - European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences *ROAD - Directory of Open Acess Schorlay Resources *ISSN - International Standard Serial Number  (international Centre) - CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - Clarivate Analytics (WEB OF SCIENCE)- Edubase (SBU/UNICAMP) - IRESIE - REDALYC