O Estado classista e o PDE como expressão de dominância

Jeovandir Campos do Prado

Resumo


O recorte desenvolvido neste estudo desnaturaliza alguns princípios e razões contidos no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), atinentes a sua formulação, elaboração e interesses ocultados na sua relação com o Estado. Sendo o PDE uma política pública para campo educacional, os debates, compulsoriamente, se passam na arena teórica na qual estão inseridos o Estado capitalista e “sua vocação para o disfarce”, como menciona Boron (2010). Em outras palavras, as análises, apoiadas nas lições marxiana/engelsiana/leniniana, corroboram o caráter classista desse Estado. Depreende-se que o PDE sofre a interferência de uma minoria privilegiada e, por conseguinte, pode ser considerado uma expressão de dominância.

Palavras-chave


Estado classista. Expressão dominante. PDE.

Texto completo:

PDF

Referências


BOBBIO, N. Liberalismo e democracia. São Paulo: Editora Brasiliense, 1995.

BORON, A. A. O socialismo no século 21: há vida após o neoliberalismo? São Paulo: Expressão Popular, 2010.

BRASIL. Folder CDES (2012-2014). Secretaria de Relações Institucionais. 2013. Disponível em: http://www.cdes.gov.br/conteudo/41/o-que-e-o-cdes.html. Acessado em 11/11/2012.

BRASIL. Presidência da República. Conselho de desenvolvimento econômico e social. Secretaria do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Agenda para novo ciclo de desenvolvimento. Brasília: CDES, 2011.

BRASIL. Lei Nº. 10.683, de 28 de maio de 2003. Dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos Ministérios, e da outras providências. Brasília, 2003.

CODATO, A. N.; PERISSINOTTO, R. M. O Estado como instituição. Uma leitura das “obras históricas de Marx. In: Crítica Marxista, São Paulo, n. 13, p. 9-28, 2001.

DELORS, J. (Coord.). Educação: um tesouro a descobrir: Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. Brasília: UNESCO, 2010.

ENGELS, F. Barbárie e civilização. In: ENGELS, F. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002. p. 177-201.

GADOTTI, M. Convocados, uma vez mais: ruptura, continuidade e desafios do PDE. São Paulo: Instituto Paulo freire, 2008.

HADDAD, F. O Plano de desenvolvimento da educação: razões, princípios e programas. Brasília: INEP, 2007.

LENIN, V. I. O Estado e a revolução. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

LÉNINE, V. I. Democracia socialista. Lisboa: Avante, 1975.

LIMA, A. B. Apresentação: antecedentes e motivação. In: LIMA, A. B. (Org.). Qualidade da educação superior: o Programa Reuni. Jundiaí: Paco Editorial, 2014. p. 7-12.

LIMA, A. B. A natureza das políticas sociais. Uberlândia, MG. MIMEO. 2010.

LOCKE, J. Segundo tratado sobre o governo. São Paulo: Abril Cultural (coleção Os pensadores), 1991.

MARX, K; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

NETTO, J. P. Lenin e a instrumentalidade do Estado. In: LENIN, V. I. O Estado e a Revolução. São Paulo: Expressão Popular, 2007. p. 145-184.

PERISSINOTTO, R. M. A importância do 18 Brumário de Louis Bonaparte para a teoria marxista contemporânea do Estado capitalista. Curitiba, PR: digit, 2003.

POULANTZAS, N. Poder político e classes sociais. São Paulo: Martins Fontes, 1986.

SILVA, T. T. O projeto educacional da nova direita e a retórica da qualidade total. In: SILVA, T. T.; GENTILI, P. (Org.). Escola S. A. Quem ganha e quem perde no mercado educacional do neoliberalismo. Brasília: CNTE, 1996.

STEWART JR., D. O que é liberalismo. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 1998.

VIEIRA, E. Democracia e política social. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1992.




DOI: https://doi.org/10.24115/S2446-622020151217p.7-18

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Esta obra está licenciado com uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

ISSN:2446-6220

Indexadores/Indexing

 SEER - Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas *Google Acadêmico * Worldcat - Laplage em Revista * Diadorim * DOAJLatindex *Journal TOCS  *Livre - Revistas de Acesso Livre *Sumarios.org  *Portal de Periódicos CAPES/MEC *Open Academic Journal Index - OAJI *BASE - Bielefeld Academic Research Engine *Portal de Periódicos da UFSCAR *REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) *MIAR- Information Matrix for the Analysis of Journals *Catálogo Colectivo do Reino Unido (COPAC) *ZDB - Catálogo Coletivo (Alemanha) *SHERPA ROMEO - Open Acess to research *Ulrichweb Global Serials Directory *RCAAP -Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal *ERIH PLUS - European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences *ROAD - Directory of Open Acess Schorlay Resources *ISSN - International Standard Serial Number  (international Centre) - CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - Clarivate Analytics (WEB OF SCIENCE)- Edubase (SBU/UNICAMP) - IRESIE - REDALYC