Europeização e educação de adultos: apontamentos

Fátima Antunes

Resumo


Neste texto mobilizamos a problemática da europeização das políticas públicas na União Europeia para sinalizar percursos e processos de constituição da educação de adultos como área de intervenção e como componente do setor e da política europeia de educação.Procuramos documentar a progressiva visibilidade da educação de adultos, a par da centralidade acrescida da educação ao longo da vida nas políticas europeias e em paralelo com um mandato e alcance associados à sua referenciação predominante à esfera económica. O balanço intercalar, em 2015, do Programa Educação & Formação 2020 sugere que, a manter-se o rumo seguido, é pouco provável a ampliação significativa da participação da população adulta em educação e parece mais plausível que ocorram avanços na regulação da educação de adultos nos termos de um mercado. 


Palavras-chave


Europeização. Educação de adultos. Educação ao longo da vida. Agenda Europeia para a Educação de Adultos. Educação & formação 2020

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, M. G. Aprendizagem ao longo da vida: entre a novidade e a reprodução de velhas desigualdades. Revista Portuguesa de Educação, vol. 23, nº 1, p.7-28, 2010a.

ALVES, M. G. (ed.). Aprendizagem ao longo da vida e políticas educativas europeias: tensões e ambiguidades nos discursos e nas práticas de estados, instituições e indivíduos. Caparica: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa/UIED, 2010b

ANDERSEN, S.S.; ELIASSEN, K.A. (orgs). Making Policy in Europe: the Europeification of National Policy-making. Londres: Sage, 1993.

ANTUNES, F. Globalização e europeização das políticas educativas. Percursos, processos e metamorfoses. Sociologia, Problemas e Práticas, n.º 47, pp. 125-143, 2005.

BARROS, R. Genealogia dos conceitos em educação de adultos: da educação permanente à aprendizagem ao longo da vida. um estudo sobre os fundamentos político-pedagógicos da prática educacional. Lisboa: Chiado editora, 2011.

BOWLES, S.; GINTIS, H. (1985). La instrucción escolar en la américa capitalista. Madrid: Siglo Veintiuno de España Editores, 1985.

BUISKOOL, B-J. & BROEK, S. Quality in adult learning: EU policies and shifting paradigms?. In: Zarifis, G.K.; Gravani, M.N. (eds), Challenging the ‘european area of lifelong learning’. a critical response (p. 189-202). Londres: Springer, 2014.

CANÁRIO, R. Novos (des)caminhos da Educação de Adultos? Perspectiva, 31/2, p. 555-570, 2013.

CARMO, R. M. A política de igualdade como reforma estrutural. Disponível em: http://observatorio-das-desigualdades.com/2015/12/30/a-politica-de-igualdade-como-reforma-estrutural-por-renato-miguel-do-carmo/, 2015. Acesso em 30 dezembro 2015.

CLARKE, J.; NEWMAN, J. The Managerial State. London: Sage, 1997.

CNE/CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. ESTADO DA EDUCAÇÃO, 2012. Autonomia e Descentralização. Lisboa: Conselho Nacional de Educação, 2013.

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Comunicação da Comissão “Educação de adultos: nunca é tarde para aprender” (COM/2006/0614 final). Disponível em: http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?uri=CELEX:52006DC0614. Acesso em 22 dezembro 2015.

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões – “Plano de Acção para a Educação de Adultos. Nunca é Tarde para Aprender” (COM/2007/0558 final), 2007.. Disponível em: http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?uri=celex:52007DC0558. Acesso em 22 de dezembro de 2015.

COMISSÃO EUROPEIA. Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu, ao Conselho, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões Repensar a educação - Investir nas competências para melhores resultados socioeconómicos (COM(2012) 669 final). Disponível em: http://ec.europa.eu/education/news/rethinking_en.htm. Acesso em em 28 março 2013.

COMISSION OF THE EUROPEAN COMMUNITIES. Report from the Commission - Final Report from the Commission on the implementation of the Socrates programme 1995 - 1999 (COM/2001/0075 final). Disponível em: http://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=celex:52001DC0075. Acesso em 23 de dezembro de 2015.

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Conclusões do Conselho de 5 de Maio de 2003 sobre os níveis de referência dos resultados médios na educação e formação (benchmarks) (2003/C 134/02). Jornal Oficial da União Europeia de 7/03/2003.

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. "Educação e formação para 2010" A urgência das reformas necessárias para o sucesso da Estratégia de Lisboa, doc 6905/04 Educ 43, março, 2004.

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Conclusões do Conselho de 22 de Maio de 2008 relativas à educação de adultos (2008/C 140/09). Jornal Oficial da União Europeia de 6/06/2008.

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Resolução do Conselho sobre uma agenda renovada no domínio da educação de adultos (2011/C 372/01). Jornal Oficial da União Europeia. Disponível em: http://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?uri=CELEX:32011G1220%2801%29. Acesso em 22 de dezembro de 2015.

DALE, R.; ROBERTSON, S. (eds). Globalisation and Europeanisation in Education. Oxford: Symposium Books, 2009.

DALE, R. Studying Globalisation and Europeanisation in Education: Lisbon, the Open Method of Coordination and beyond. In: Dale R and Robertson S (eds) Globalisation and Europeanisation in Education (p.121-140). Oxford: Symposium Books, 2009.

EUROPEAN COMISSION. Communication from the Commission. Europe 2020. A strategy for smart, sustainable and inclusive growth (COM(2010) 2020 final), 2010. Disponível em: http://ec.europa.eu/europe2020/documents/related-document-type/index_en.htm. Acesso em 11 de fevereiro de 2013.

EUROPEAN COMMISSION. Education and Training Monitor 2012. Luxembourg: Publications Office of the European Union, 2012.

EUROPEAN COMMISSION. Education and Training Monitor 2014. Luxembourg: Publications Office of the European Union, 2014

EUROPEAN COMMISSION. Education and Training Monitor 2015. Luxembourg: Publications Office of the European Union, 2015a.

EUROPEAN COMMISSION. European semester thematic fiche. Skills for the labour market, 2015b Disponível em: http://ec.europa.eu/europe2020/making-it-happen/key-areas/index_en.htm. Acesso em 18 de dezembro de 2015.

EUROPEAN COUNCIL. Lisbon European Council 23 and 24 march 2000. Presidency conclusions, 2000. Disponível em: http://www.europarl.europa.eu/summits/lis1_en.htm. Acesso em 23 de dezembro de 2015.

FIELD, J. Lifelong education. International Journal of Lifelong Education, vol. 20/1-2, p.3-15, 2001.

GEWIRTZ, S. Give us a break! A sceptical review of contemporary discourses of lifelong learning. European Educational Research Journal, vol. 7, nº 4, p. 414-424, 2008.

HOZJAN, D. Key competences for the development of lifelong learning in the European Union. European Journal of Vocational Training, 46(1): 196-207, 2009.

KILPI-JAKONEN, E.; VONO de VILHENA, D.; BLOSSFELD, H-P. Adult learning and social inequalities: Processes of equalisation or cumulative disadvantage? International Review of Education, 61: 529–546, 2015

LAWN, M.; LINGARD, B. Constructing a European policy space in educational governance: the role of transnational actors. European Educational Research Journal 2(2), p.290-307, 2002.

LIMA, L.; GUIMARÃES, P. Portugal: Policy and Adult Education. In Trevor Corner (ed.), Education in the European Union. Pre-2003 Member States (p. 245-263). Londres: Bloomsbury Academic, 2015.

LIMA, L. C. Políticas de educação permanente: qualificacionismo adaptativo ou educação de adultos? Sensos 7, vol. IV/1, p.105-121, 2014.

LOUREIRO, A. de P. F. A dinâmica do saber em local de trabalho: o caso de uma equipa técnica de educação e formação de adultos. Revista Portuguesa de Educação, vol. 23/2: 93-118, 2010.

MELO, A.; QUEIRÓS, A. M.; SILVA, A. S.; SALGADO, L.; ROTHES, L.; RIBEIRO, M. Documento de Estratégia para o Desenvolvimento da Educação de Adultos. Uma Aposta Educativa na Participação de Todos. Lisboa: Ministério da Educação, 1998.

NÓVOA, A.The blindness of Europe: new fabrications in the European educational space. Sisyphus-Journal of Education 1(1): 104-123, 2013.

RADAELLI, C. Whither Europeanization? Concept stretching and substantive change. European Integration online Papers (EIoP) 4 (8), 2000. Disponível em: http://eiop.or.at/eiop/texte/2000-008a.htm. Acesso 18 setembro 2014.

REDING, V. The role of the European Community in creating the knowledge and information society (SPEECH/01/108), 2001. Disponível em: http://europa.eu/rapid/pressReleasesAction.do?reference=SPEECH/01/108&format=HTML&aged=0&language=EN&guiLanguage=en. Acesso em 20 setembro 2012.




DOI: https://doi.org/10.24115/S2446-6220201621117p.22-35

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Esta obra está licenciado com uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

ISSN:2446-6220

Indexadores/Indexing

 SEER - Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas *Google Acadêmico * Worldcat - Laplage em Revista * Diadorim * DOAJLatindex *Journal TOCS  *Livre - Revistas de Acesso Livre *Sumarios.org  *Portal de Periódicos CAPES/MEC *Open Academic Journal Index - OAJI *BASE - Bielefeld Academic Research Engine *Portal de Periódicos da UFSCAR *REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico) *MIAR- Information Matrix for the Analysis of Journals *Catálogo Colectivo do Reino Unido (COPAC) *ZDB - Catálogo Coletivo (Alemanha) *SHERPA ROMEO - Open Acess to research *Ulrichweb Global Serials Directory *RCAAP -Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal *ERIH PLUS - European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences *ROAD - Directory of Open Acess Schorlay Resources *ISSN - International Standard Serial Number  (international Centre) - CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades - Clarivate Analytics (WEB OF SCIENCE)- Edubase (SBU/UNICAMP) - IRESIE - REDALYC